Imerys, Transform to perform

Sustentabilidade

Área de publicações.

  


Horta Comunitária

 

Horta transforma o ambiente escolar e cria novas perspectivas para alunos e professores

 

É possível aproveitar uma horta para ensinar disciplinas como Matemática, Ciências e Educação Física aos alunos? Professores da escola Bom Pastor, localizada na comunidade Canaã, interior do município de Ipixuna do Pará, mostram que sim. E o exemplo que vem da unidade de ensino mostra como um projeto social da iniciativa privada pode se tornar verdadeiramente sustentável ao ser incorporado à comunidade.

 

A horta como sala de aula é mais um passo positivo na trajetória do projeto que começou há cinco anos com apoio da Imerys, mineradora que tem no município duas minas de caulim. A comunidade localizada às margens do Rio Capim tem naturalmente uma vocação agrícola, visto que, estando na zona rural, muitas famílias utilizam a terra para cultivar alimentos para consumo próprio. Aproveitando esse cenário, a Imerys ofereceu apoio técnico de um engenheiro agrônomo para lapidar o conhecimento empírico dos comunitários.

 

A horta nasceu com o objetivo de enriquecer a merenda escolar. Desde então, juntos, professores e alunos cultivam feijão, cheiro-verde, cebolinha, couve e outras hortaliças. A cada 15 dias, o engenheiro agrônomo contratado pelo Imerys se reúne com o grupo para levar novos conhecimentos na área agrícola, melhorando o desempenho da área cultivada. A empresa também garante apoio com materiais e adubos necessários para a produção dos alimentos.

 

O projeto cresceu e alcançou o resultado pretendido: hoje, o cultivo da horta é transformado em alimento rico em nutrientes para um terço do total de 900 alunos da escola Bom Pastor. Também como resultado do trabalho coletivo, a comunidade escolar se tornou mais unida e mais consciente sobre o meio no qual está inserida.

 

Um projeto elaborado voluntariamente pelo professor de Ciências Emerson Borges transforma a área de cultivo em uma sala de aula, servindo de cenário para o aprendizado multidisciplinar. “Como os alunos são da zona rural queremos incentivá-los a plantar como fonte de renda para suas famílias”, resume o professor.

 

A iniciativa envolve os 16 professores da escola e inicialmente uma turma de 32 alunos do 7º ano, com idades entre 11 e 18 anos. Todas as disciplinas foram contempladas no projeto e de alguma forma o ensino será associado à área de cultivo. Na aula de Ciências, por exemplo, os alunos vão aprender sobre o solo da região e quais hortaliças são adequadas a ele. E na disciplina de Matemática os alunos aprenderão a calcular a área de plantio, total de produção e expansão da horta.

 

Por outro lado, aliando teoria à prática, o conteúdo se torna mais interessante para o aluno e a expectativa é que se registre uma elevação no rendimento escolar dos participantes. “É gratificante ajudar os alunos a crescerem na vida. É um prazer saber que são do interior e vê-los se formarem e trazerem renda para as famílias”, diz, orgulhoso, o autor do projeto.

 

A iniciativa de Emerson representa um novo momento no projeto que nasceu como iniciativa social da Imerys e simboliza um afastamento da empresa, o que é positivo por tornar o projeto verdadeiramente incorporado à comunidade, evidenciando a sustentabilidade da ação.

 

Da agricultura familiar para o gerenciamento de um negócio coletivo

 

Vila Aparecida também fica localizada às margens do Rio Capim, na mesma área de influência da Imerys, e tal qual a comunidade Canaã, recebeu um projeto de horticultura apoiado pela mineradora. Os resultados são igualmente positivos, mas o trajeto mostra particularidades que ressaltam o valor do trabalho coletivo para o crescimento de todos na vila.

 

Em maio desse ano, moradores da Vila Aparecida, zona rural de Ipixuna do Pará, viajaram a outro município, onde participaram da visita técnica a uma horta local para conhecer como é feito o gerenciamento da produção. O aprendizado adquirido vai ajudar a ampliar ainda mais o Projeto.

 

A iniciativa começou há quatro anos, com o apoio do corpo docente da escola municipal – que cedeu o terreno para a instalação da horta. A Imerys desde então apoia com materiais, insumos e uma consultoria técnica. Com o projeto, os participantes começaram a somar conhecimentos e esforços em prol de uma horta comunitária. O apoio do consultor ajuda a qualificar o grupo e fazer da horta um negócio em uma trajetória de sucesso.

 

A primeira grande conquista veio em meados de 2014, quando Vila Aparecida começou a vender hortaliças para a empresa responsável pela alimentação no refeitório da Mina RCC. A evolução do negócio é resultado de um trabalho coletivo permanente. Dentro da horta, com o plantio e manutenção das hortaliças, ou fora dela, com a participação em palestras e encontros de aprendizado, o grupo se manteve unido. Hoje, a horta é um orgulho para todos e a certeza de que, unidos, podem alcançar novas vitórias.

Voltar ao topo
X

Nos envie uma mensagem