Imerys, Transform to perform

Área de publicações.

  


 

Casa Imerys tem manhã de futebol com o time do Paysandu

 

Para falar do trabalho social do time de futebol paraense Paysandu com crianças, o meia Beto, jogador do time nas décadas de 1960 e 1970, diz que precisa voltar no tempo e ser saudosista: “Eu me formei em Educação Física e dei aulas para jovens desta idade. Não há coisa melhor no mundo do que ocupar o tempo dessas crianças com o desporto, que é o caminho certo para elas serem pessoas boas no futuro”.

O craque se refere às 50 crianças de Barcarena, Pará, que participaram no último sábado (07) de uma ação promovida pelo Paysandu em parceria com a Imerys, que beneficia caulim no município. O programa “Esporte na Comunidade” é da Casa Imerys, projeto social que possui duas sedes na cidade. Ele promove saúde, qualidade de vida e lazer para os pequenos moradores de Vila do Conde.

Esta é a segunda edição do evento que traz atletas do Paysandu para uma manhã de bate-papo e, claro, muito futebol. Os jogadores Bruninho, Ramon e o meia Marquinho participaram de um torneio com a garotada, que depois recebeu medalhas e o crachá de sócio torcedor do time, se tornando oficialmente “lobinhos”. “O nosso programa já é o maior da região Norte do país, com 20 mil associados. Estamos focando nas crianças e ações como essa, em parceria com a Imerys, alavancam esse trabalho. Só na ação de hoje já acrescentamos 50 novos sócios ao clube”, ressalta Erick Almeida, diretor de Comunicação do Paysandu.

E mesmo sendo dia de final do campeonato, os jogadores e a equipe do time conseguiram ir até Barcarena transformar o dia dos moradores. “Esse trabalho agrega muito valor pra gente. Não somos apenas um clube de jogo, temos que fazer muito fora de campo também”, reforça Erick. Para as crianças, a realização do sonho de ver alguns atletas do time do coração de perto é incomparável. O jovem Anthony Christian, de 12 anos, faz aula de Karatê na Casa Imerys e foi autor de um gol durante o jogo: “Não ganhei, mas fico feliz de participar desse momento, dessa ação. Um dia quero ir pro campo vê-los jogando lá também”.

Clara Segón, coordenadora de Relações com a Comunidade da Imerys, afirma que o “Esporte na Comunidade” é uma das ações que mais proporcionam satisfação para a empresa: “É um prazer receber o Paysandu na nossa Casa e ver que eles são como modelos para as crianças. Elas enxergam no futebol uma grande oportunidade”.

X

Nos envie uma mensagem